Home | Noticias | Notícias
Notícia

Vem aí o I Fórum Goiano da Solidariedade

IPOG

Uma realização do “Grupo Amparar” e das associações Amor em Movimento” e “De Mãos Dadas “, com o apoio do IPOG

Nos dias 07 e 08 de junho, das 18 às 22h, será realizado o I Fórum Goiano da Solidariedade, no auditório do IPOG. A ação é uma iniciativa do Grupo Amparar, Associação Amor em Movimento e Associação de Mãos Dadas e conta com o apoio do Instituto. A entrada custa R$ 10,00, mais um quilo de alimento não perecível, e toda a arrecadação será revertida as famílias do Residencial JK, uma comunidade carente da região periférica da capital goiana.

O evento tem como objetivo promover a integração das entidades civis que integram o terceiro setor em Goiás. Uma oportunidade de aprofundamento científico e profissionalização dos gestores dessas instituições. Os palestrantes serão Helca Nascimento, diretora de ações sociais da Organização das voluntárias de Goiás (OVG) e Marcos Pinheiro, diretor de projetos e relação com investidor do Instituto de Philantropia Inteligente (PHI).

A ideia da realização do Fórum surgiu de conversas entre os diretores da associação Amor em Movimento e do Grupo Amparar, como conta João Daher, um dos organizadores do evento. “Em algumas ações que realizamos em parceria, enxergamos a necessidade de união de forças, de modo a dar uma noção, além de pratica, teórica e profissional sobre o terceiro setor, e assim inspirar a sociedade civil a se mobilizar em função da evolução da sociedade enquanto unidade”, explica. 

João ressalta ainda que o evento pretende despertar a reflexão da sociedade como um todo, e não apenas no aspecto individual. “O Fórum pretende discutir, de forma propositiva, como investir práticas de bem-estar social em favor da população, principalmente a menos favorecida. As desigualdades sociais devem encontrar sua erradicação com ações do Estado, mas também com atitudes da população, que é o elemento transformador da sociedade”, ressalta o organizador.

O I Fórum Goiano da Solidariedade conta com a participação de palestrantes com trabalho sedimentado. Na ocasião, eles trocarão experiências com os participantes para que o trabalho de voluntariado seja cada vez mais abrangente e disseminado. 

Expectativas dos convidados

Helca adianta que está muito feliz e honrada pela oportunidade de integrar este evento: “Será um espaço onde compartilharemos as melhores práticas de entidades sociais credenciadas na Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e que buscam agregar voluntários aos seus planos de trabalho, maximizando seus atendimentos e qualificando-os. A temática do Fórum está inserida em contexto onde o Terceiro Setor busca se fortalecer por meio do conhecimento. A OVG recebeu este convite pela prática consolidada do voluntariado, há setenta anos e por ser o assessoramento uma de suas ações sociais”, diz. 

Marcos complementa que sua vinda ao Fórum é efeito dos resultados dos três anos do PHI, que reúne histórias, informações e conhecimentos incríveis que tem levado os seus organizadores aos diversos cantos do Brasil. “Vamos contar um pouquinho do que temos vivido. Faremos, no evento, uma exposição bem prática do que os projetos devem e não devem fazer para melhorar a captação de recursos, tudo lastreado em muitas histórias que parecem ficção, mas fazem parte do nosso cotidiano. O público está sempre muito interessado em ouvir e aprender, o que só reforça a necessidade de termos mais atividades de troca como esta. Para nós, é uma grande satisfação conhecer o terceiro setor em várias partes do Brasil e concluir que, sem dúvida alguma, estamos todos no mesmo barco”, afirma.

Por que participar:

O terceiro setor reúne duas características marcantes: uma sensação permanente de urgência e falta de recursos e a atomização dos projetos, que se fecham em suas angústias diárias em buscar informações e criação de redes. O ponto é que as duas características estão intimamente relacionadas. Ao não olharem para fora das próprias instituições, os gestores acabam não tendo contato com toda abundância do setor e permanecem em um ciclo de dificuldades. Eventos como o I Fórum Goiano da Solidariedade servem para promover trocas e mostrar que existe, sim, um mundo de possibilidades nessa área.

As ferramentas de mobilização de recursos, que serão disponibilizadas nas palestras, e o compartilhamento das melhores práticas de entidades sociais que incorporaram voluntários em seus projetos, indubitavelmente, contribuirão para o fortalecimento das entidades sociais que participarão do evento. Desta forma, os benefícios das mesmas são alcançados em maior escala, e com o tempero mais especial que existe: o amor.

Palestrantes: 

Helca Nascimento

É advogada, docente universitária há 17 anos, e atua como Diretora de Ações Sociais da OVG desde 2011.

Marcos Pinheiro

É jornalista e começou a trabalhar na área social em 2003, ainda aos 17 anos e funcou o Phi. Em três anos movimentou R$ 11 milhões para 206 projetos sociais no RJ e em SP.

Serviços:

Data: 07 e 08 de junho (terça e quarta-feira)

Hora: 18 às 22h

Local: Auditório IPOG (Av.T-1 com T-55, Setor Bueno – Goiânia)

Entrada: R$ 10 + 1kg de alimento não perecível

Informações e inscrições: http://pages.go.ipog.edu.br/1o-forum-goiano-da-solidariedade-junho-2017-c4  

   Facebook
   Twitter
   LinkedIn
   Google Plus
   Pinterest
   Email
Compartilhar esta página por email: