Home | Revista Especialize On Line | Edição nº14 2017
Revista Especialize On Line

Edição nº14 2017

Filtrar por autor

Alvenaria estrutural e alvenaria tradicional – vantagens e desvantagens no empreendimento.

O artigo apresenta a comparação entre os sistemas construtivos de alvenaria estrutural e convencional, do ponto de vista do custo, prazo de execução e impactos no meio ambiente pela geração de resíduos. A cultura construtiva em Abaetetuba/PA, presentemente, aponta preferência esmagadora pela alvenaria convencional em detrimento do outro sistema construtivo, apesar da larga utilização deste em outras regiões do país, motivo pelo qual, decidimos registrar tal comparação. Acreditamos que esta ampla preferência está baseada não em cálculos comparativos, mesmo que informais, mas apenas no desconhecimento do que ele pode oferecer como alternativa. Portanto a pesquisa tem por objetivo levar ao mercado construtivo desta região do nordeste paraense, informações suficientes para embasar na prática a opção entre os referidos sistemas. Foram realizadas entrevistas com representantes da construção civil, coletas de preços de materiais em lojas devidamente credenciadas e verificados valores de mão-de-obra praticadas oficialmente no mercado local, para em seguida, por meio do método comparativo, chegarmos a resultado concreto. Ao final da pesquisa constatou-se que muitos benefícios deixam de ser alcançados pela não utilização de novas alternativas. Concluimos, portanto que a utilização da solução da alvenaria estrutural pode gerar, em muitas situações, significativas vantagens em relação ao processo tradicional.  

Baixar arquivo completo

A importância da atenção farmacêutica na prevenção da automedicação de alopáticos em mulheres no período gestacional

O estudo trata de uma revisão bibliográfica realizada no curso de  Pós-graduação  em Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica da instituição IPOG – Salvador-BA, com intuito de analisar e destacar a importância da atenção farmacêutica na prevenção da automedicação de alopáticos em mulheres no periodo gestacional. O uso de fármacos na gestação é frequente, seu consumo é devido a vários fatores, tais como o surgimento de manifestações clínicas específicas da gravidez, o uso por prescrição medicamentosa, a prática da automedicação e entre outros fatores socioculturais e econômicos. A automedicação durante a gestação na maioria das vezes tem por objetivo a obtenção de efeitos terapêuticos na mãe, porém atinge dois organismos simultaneamente, onde a resposta fetal ao medicamento é diferente da observada na gestante, assim podendo resultar em toxicidade fetal com lesões variadas e algumas até irreversíveis. Nesse contexto, cabe ao farmacêutico, orientar a paciente sobre a ação de determinados medicamentos e as consequências de seu uso durante a gestação. Dessa forma o profissional farmacêutico deve estar inserido na equipe multidisciplinar que presta acompanhamento pré-natal, já que a atenção farmacêutica propõe ações que vão muito além do que apenas acompanhar a farmacoterapia, mas que buscar a saúde e qualidade de vida da gestante.   

Baixar arquivo completo

O Biólogo e sua atuação no gerenciamento do risco da fauna em aeródromos públicos.

 Este trabalho teve como objetivo analisar a participação do profissional graduado em Biologia no gerenciamento do risco de fauna em aeródromos públicos no Brasil. O problema sobre a fauna e a colisão com aeronaves são relevantes no Brasil. Segundo dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), no ano de 2015 foram reportados um total de 1733 registros de colisões com aves e 91 reportes de colisão entre aeronaves e outros animais no Brasil. O recorde nas colisões reportadas envolvendo a fauna em 2015 indica o aumento na participação de aeródromos, controladores de tráfego aéreo, tripulantes e mecânicos de aeronaves (Oliveira et al. (2016 p. 23). Para que este trabalho fosse realizado, utilizou-se como metodologia técnica, a pesquisa bibliográfica e documental. A partir de analises documentais e bibliográfica, foi possível analisar a importância do biólogo junto à administração de operadores de aeródromos no gerenciamento dos riscos que a fauna de uma determinada região pode ocasionar as atividades aeroportuárias. Os dados obtidos neste trabalho apresentam um avanço no gerenciamento da fauna em aeródromos públicos. Esse avanço vem sendo significativo a partir do ano de 2011, e justifica-se pela padronização dos reportes, e de documentos norteadores sobre o gerenciamento do perigo de fauna disponibilizados pela ANAC, INFRAERO e demais órgão evolvidos na aviação brasileira. Apesar do avanço no gerenciamento do perigo de fauna em aeródromos muito ainda tem que ser feito para que ocorra a gestão efetiva dos riscos de fauna. O biólogo atua especificamente na identificação dos focos e atrativos de fauna, bem como realiza as atividades de monitoramento de espécies presentes, seus hábitos e comportamento em geral. Além disso, presta assessoria na avaliação de risco com informações sobre a probabilidade da ocorrência de colisões e sobre a gravidade e suas conseqüências. Portanto se faz necessário que as administradoras de aeródromos aceitem que o perigo de fauna existe e sempre existirá, independentemente do tipo de atividade, atrativo e riscos desses animais, especialmente as aves dentro da ASA, e quando identificado o risco, a administração aeroportuária deve reconhecê-lo e gerenciá-lo, pois sua eliminação não é possível, mas pode 
  2  ser minimizada, e o Biólogo, é o profissional capacitado para contribuir positivamente no gerenciamento dos riscos existentes.   

Baixar arquivo completo

Crise na administração pública: Sinônimo de oportunidade

Brasil, país de oportunidades, mesmo diante da ineficiência na administração pública e da atual crise econômica, fatos que não intimidam os Startupers. Empreendedores que criam startups principalmente em um gargalo no mercado, isso tem feito imergir inúmeros modelos de negócios repetíveis e escaláveis. Partindo dessa premissa o presente estudo buscou testar uma hipótese se as startups são capazes de aproveitar os gargalos gerados pela ineficiência da gestão pública. O objetivo do presente estudo buscou compreender, porque um Governo que arrecada bilhões em impostos por ano não consegue realizar a promoção básica do desenvolvimento social e econômico pautado na redução das desigualdades. O método científico adotado foi realizado através de pesquisas puramente bibliográficas. Os instrumentos para a coleta dos dados foram: Literaturas de livros, revistas, antigos e sites especializados. Foi traçado o caminho de implantação de uma startup. A análise dos dados e das informações foram baseadas no referencial teórico pela definição e construção da estrutura em etapas logicamente encadeadas. Os resultados encontrados indicam que o empreendedor está diante de um valioso diamante, contudo, deve ter em mente que a fase inicial de uma startup é sempre marcada por um ambiente de extrema incertezas. Algumas ideias aparentemente rentáveis podem se revelar inaplicáveis.  

Baixar arquivo completo

A atividade de Inteligência de Segurança Pública como instrumento efetivo de combate à criminalidade

Em várias ocasiões, autoridades públicas da área da Segurança Pública anunciam e difundem planos e medidas que prometem resolver o complexo problema baseados, quase sempre, em “investimentos em inteligência”. No entanto, nunca são apresentados ou pormenorizados, mesmo que em linhas gerais, aspectos tangíveis e impactantes da inteligência nesse processo, gerando aí dificuldades nos entes envolvidos em visualizar as ações e suas implicações concretas no enfrentamento do problema. Acontece que tal tangibilidade pode sim ser constatada concretamente, principalmente quando se estuda o problema, entende suas múltiplas faces, compartilha responsabilidades, define metodologias e demais ações, a exemplo da política criminal implementada pela Secretaria de Defesa Social do estado de Minas Gerais para o combate à impunidade, devidamente citada neste estudo. Não obstante, mesmo com exemplos bem sucedidos de aplicação prática da doutrina de inteligência em casos concretos, ainda se depara com anomalias/deficiências do “sistema” como o caso do traficante aventado neste trabalho, vez que perdura uma carência de entendimento do problema como sistêmico que, uma vez entendido, ensejaria em responsabilidades mútuas, ações e políticas macros, de efeito e duração perenes, especialmente no combate à impunidade, conforme se demonstra neste trabalho. Portanto, através de pesquisa bibliográfica e exploratória, chegou o presente estudo á conclusão de que a Inteligência de Segurança Pública pode, de forma tangível e efetiva, contribuir para o combate à impunidade no Brasil.   

Baixar arquivo completo
131 item(ns)
Primeiro Anterior Proximo Ultimo
Revista Especialize On Line
   Facebook
   Twitter
   LinkedIn
   Google Plus
   Pinterest
   Email
Compartilhar esta página por email: